O que é uma IST? Infecção Sexualmente Transmitida

 

trich2

ISTs são infecções transmitidas através do contacto sexual. Uma Doença Sexualmente Transmissível é quase sempre consequência de sexo desprotegido. O preservativo masculino em latex é o único método contraceptivo considerado altamente eficaz na redução do risco de DST's. As pílulas contraceptivas, os implantes e DIU's não protegem contra infecções por DST's. As doenças infecciosas podem ser transmitidas pelo contacto directo com lesões superficiais e pelo fluido pré-ejaculatório.

Como se apanha uma IST?

Pode apanhar uma IST através da cópula sexual, mas também através do sexo oral, sexo anal ou contacto com fluidos corporais tais como esperma, saliva, sangue e corrimentos vaginais. Existem muito poucas ISTs que possam ser transmitidas através de contacto cutâneo.

Como posso evitar ter uma IST?

A melhor forma de se proteger de uma IST é usar o preservativo. Após a relação sexual, certifique-se de que o esperma permanece no preservativo, por vezes falha o preservativo rompe-se. Uma IST pode ainda ser o resultado de uma violação.

Quais os sintomas de uma IST?

As ISTs nem sempre têm sintomas associados. Por esta razão, algumas pessoas nem sabem que têm uma IST e que podem infectar outras.
Os sintomas que podem ser causados por uma IST são:
- Mais corrimento vaginal do que o habitual
- Dor ao urinar e urinar apenas pequenas quantidades
- Irritação e comichão na vagina
- Dores durante a relação sexual
- Perdas anormais de sangue entre períodos menstruais ou após ter sexo
- Dores de barriga e febre
- úlceras, verrugas, vesículas na vulva ou vagina, ânus ou boca
- dores de garganta (após sexo oral)

O que deve fazer se pensa ter uma IST?

Não hesite em fazer um exame. Se tem uma IST, você precisa de tratamento. Uma IST não passa por si só. Outras ISTs como o HIV/SIDA devem ser excluídas. Peça ao/à seu/sua médico/a para fazer análises sanguíneas.

CHLAMYDIA é causada por uma bactéria e infecta as membranas mucosas do ânus, boca e áreas genitais. Os sintomas incluem corrimento genital anormal ou dores ao urinar, o que surge entre 1 a 3 semanas após a exposição; contudo, metade das mulheres infectadas e 25% dos homens infectados podem não apresentar quaisquer sintomas. A inflamação pélvica é uma complicação grave da Clamídia e uma das principais causas de infertilidade feminina. A Clamídia é tratada e curada através de antibióticos.

GONORREIA é causada por uma bactéria e o contágio é mais frequente durante o contacto genital ou oral (pharyngeal gonorrhea). Se se desenvolverem os sintomas da gonorreia, estes usualmente aparecem entre 2 a 10 dias após o contacto sexual com parceiro/a infectado/a, embora uma pequena percentagem de pacientes possa estar infectada durante vários meses sem revelar sintomas. Os sintomas iniciais nas mulheres incluem uma sensação dolorosa ou de ardor quando urinam ou um corrimento vaginal purulento anormal. Os homens apresentam frequentemente um corrimento do pénis. A Gonorreia é tratada com antibióticos.

TRICHOMONIASIS é provocada por um parasita; geralmente afecta a uretra nos homens e a vagina nas mulheres. Muitas vezes não apresenta quaisquer sintomas. Quando há sintomas, estes têm lugar entre 4 a 20 dias após a exposição. Os sintomas nas mulheres incluem um corrimento vaginal amarelo-esverdeado ou cinzento, desconforto durante o acto sexual, odor vaginal, dores ao urinar, irritação e comichão na área genital feminina. Os homens frequentemente não apresentam sintomas. Ambos os parceiros devem ser tratados com metronidazole para eliminar o parasita.

HEPATITES B é uma infecção viral. É muito contagiosa e facilmente transmitida. O vírus está presente no sangue, esperma, corrimento vaginal e e urina. Pode apanhar a infecção através de sexo desprotegido, contacto com sangue através das escovas de dentes, lâminas de barbear, etc. e agulhas (utilizadores de drogas). Duas em cada três pessoas que estão infectadas não o sabem. Um terço fica com uma inflamação no fígado entre 2 a 6 meses após ser infectado e queixa-se de febre moderada, dores de cabeça, dores musculares, fadiga, perda de apetite, náuseas, vómitos ou diarreia. A urina é frequentemente escura e as fezes claras. Se se tornar crónica, pode levar a falência hepática e morte. Muitas pessoas infectadas com hepatite viral não têm sintomas. Os sintomas tardios podem incluir urina escura e fezes pálidas, dores abdominais, tez amarela e olhos esbranquiçados. Não existem tratamentos específicos para os sintomas agudos da hepatite viral. Para a evitar reduza o contacto com sangue, saliva, sémen ou secreções vaginais de pessoas infectadas. As pessoas com elevado risco de infecção devem considerar a vacinação.

PIOLHO PÙBLICO é aborrecido mas inofensivo. Ambos os parceiros devem ser tratados com um produto anti-piolho púbico e lavar todas as suas roupas.

HERPES GENITAL é causada por um vírus. Existem dois tipos. O Tipo 1 provoca vesículas nos lábios, boca e com menor incidência nos genitais. O Tipo 2 afecta os genitais. Os sintomas usualmente surgem entre 2 a 10 dias após a exposição ao vírus e permanecem em média entre 2 a 3 semanas. Feridas aparecem no sítio da infecção, por vezes na cervix das mulheres ou no meato urinário nos homens. Outros sintomas da herpes genital podem incluir febre, dores de cabeça, dores musculares, urinar doloroso ou difícil, corrimento vaginal e adenopatias locais. A doença pode reincidir. Não há cura para a herpes mas pode ser usado aciclovir para apressar as melhoras.

SÁFILIS é causada por uma bactéria. A doença prossegue por fases. O primeiro sintoma da sífilis primária é ferida no pénis, vulva, vagina, cervix, lingual, lábios ou outras partes do corpo, e pode aparecer entre 10 dias e 3 meses após a exposição. A fase seguinte da sífilis é marcada por um rash cutâneo que aparece em qualquer sítio entre 3 a 6 semanas após o aparecimento da ferida, por vezes acompanhado por outros sintomas como febre moderada, fadiga, dores de cabeça, dores de garganta, bem como peladas, e adenopatias generalizadas. Posteriormente, quando a sífilis já não é contagiosa, a sífilis não tratada pode causar deformações cardíacas graves, distúrbios mentais, cegueira, outros problemas neurológicos e morte. A sífilis é geralmente tratada com penicilina e outros antibióticos. Em todas as fases da sífilis, o tratamento curare a doença, mas na sífilis tardia os danos corporais já causados são irreversíveis

VERRUGAS GENITAIS E ANAIS são gerados por vírus e o contágio ocorre durante o acto sexual mas por vezes também pela partilha de toalhas. Podem causar verrugas no pénis, vagina, cervix, ânus e escroto. Podem aparecer após algumas semanas mas algumas vezes também um ano após a infecção. As verrugas tratam-se com aplicação de produtos químicos, crioterapia (frio), laser CO2 ou cirurgia.

HIV/SIDA pode ser transmitido através da troca de fluídos corporais (sangue, semen, saliva, secrecies vaginais e leite materno) e através de todas as formas de sexo desprotegido (oral, vaginal e anal) quando um ou ambos os parceiros estão infectados com HIV. Dentro de algumas semanas após serem infectadas, muitas pessoas apresentam sintomas semelhantes aos da gripe. Contudo, em alguns casos, os sintomas não se revelam durante muitos anos. À medida que a infecção progride, alguns sintomas podem incluir 1) adenopatias (hipertrofia dos gânglios linfáticos) 2) febre recorrente acompanhada de suores nocturnos, 3) perdas rápidas de peso sem razão aparente, 4) cansaço constante, 5) diarreia e diminuição de apetite, 6) pontos brancos ou manchas anormais na boca. A pessoa infectada pode diagnosticada como um paciente de SIDA. Para se proteger do HIV deve usar o preservativo em todos os momentos do acto sexual. Pode-se fazer um teste de HIV após um período entre 6 semanas a 6 meses desde que se teve a última relação sexual desprotegida. Presentemente não existe cura conhecida para o HIV/SIDA embora haja tratamento médico que atrasa a evolução para a SIDA.